ūüáßūüá∑ Por que estamos construindo Cardano? Introdu√ß√£o | Tradu√ß√£o parte 1 de 6 | Portugu√™s Brasileiro

MOTIVAÇÃO

Cardano √© um projeto que come√ßou em 2015 como um esfor√ßo para mudar a maneira como as criptomoedas s√£o projetadas e desenvolvidas. O foco geral, al√©m de um conjunto espec√≠fico de inova√ß√Ķes, √© fornecer um ecossistema mais equilibrado e sustent√°vel, que responda melhor √†s necessidades de seus usu√°rios e a outros sistemas que buscam integra√ß√£o.

No espírito de muitos projetos de código aberto, Cardano não começou com um roteiro abrangente ou mesmo um white paper oficial. Em vez disso, adotou uma coleção de princípios de design, melhores práticas de engenharia e avenidas para exploração. Isso inclui o seguinte:

  • Separa√ß√£o de contabilidade e computa√ß√£o em diferentes camadas.
  • Implementa√ß√£o de componentes principais em c√≥digo funcional altamente modular.
  • Pequenos grupos de acad√™micos e desenvolvedores competindo com pesquisas revisadas por pares.
  • Uso intenso de equipes interdisciplinares, incluindo o uso antecipado de especialistas da InfoSec.
  • Itera√ß√£o r√°pida entre documentos t√©cnicos, implementa√ß√£o e novas pesquisas necess√°rias para corrigir problemas descobertos durante a revis√£o.
  • Desenvolvendo a capacidade de atualizar sistemas p√≥s-implantados sem destruir a rede.
  • Desenvolvimento de um mecanismo de financiamento descentralizado para trabalhos futuros.
  • Uma vis√£o de longo prazo sobre como melhorar o design de criptomoedas para que eles possam trabalhar em dispositivos m√≥veis com uma experi√™ncia de usu√°rio razo√°vel e segura.
  • Aproximando as partes interessadas das opera√ß√Ķes e manuten√ß√£o de suas criptomoedas.
  • Reconhecendo a necessidade de contabilizar v√°rios ativos no mesmo livro.
  • Abstraindo transa√ß√Ķes para incluir metadados opcionais para melhor se adaptar √†s necessidades dos sistemas legados.
  • Aprendendo com quase 1.000 altcoins, adotando recursos que fazem sentido
  • Adote um processo orientado a padr√Ķes inspirado pela Internet Engineering Task Force usando uma base dedicada para bloquear o design final do protocolo.
  • Explore os elementos sociais do com√©rcio.
  • Encontre um meio termo saud√°vel para que os reguladores interajam com o com√©rcio sem comprometer alguns princ√≠pios fundamentais herdados do Bitcoin.

A partir desse conjunto n√£o estruturado de id√©ias, os diretores que trabalham com Cardano come√ßaram a explorar a literatura sobre criptomoedas e a construir um conjunto de abstra√ß√Ķes. O resultado desta pesquisa √© a extensa biblioteca de artigos da IOHK, in√ļmeros resultados de pesquisas, como esta vis√£o geral recente da linguagem de script, bem como uma Ontologia de contratos inteligentes e o projeto Scorex. As li√ß√Ķes renderam uma aprecia√ß√£o pelo crescimento incomum e √†s vezes contraproducente do setor de criptomoedas.

Primeiro, ao contr√°rio de protocolos bem-sucedidos, como o TCP / IP, h√° poucas camadas no design de criptomoedas. Havia um desejo de preservar uma √ļnica no√ß√£o de consenso em torno de fatos e eventos registrados em um √ļnico livro, independentemente de fazer sentido.

Por exemplo, o Ethereum sobrecarregou uma enorme complexidade na tentativa de se tornar um computador mundial universal, mas sofre de preocupa√ß√Ķes triviais, potencialmente destruindo a capacidade do sistema de operar como uma reserva de valor. O programa de todos deve ser um cidad√£o de primeira classe, independentemente de seu valor econ√īmico, custo de manuten√ß√£o ou consequ√™ncias regulat√≥rias?

Segundo, h√° pouca aprecia√ß√£o pelos resultados anteriores na pesquisa criptogr√°fica convencional. Por exemplo, a Prova de participa√ß√£o delegada da Bitshares poderia gerar n√ļmeros aleat√≥rios de maneira f√°cil e confi√°vel usando o lan√ßamento de moedas com entrega garantida de resultados, que √© uma t√©cnica conhecida desde a d√©cada de 1980 (veja o documento seminal de Rabin e Ben-Or).

Terceiro, a maioria das altcoins (com algumas exce√ß√Ķes not√°veis, como Tezos) n√£o fez nenhuma acomoda√ß√£o para futuras atualiza√ß√Ķes. A capacidade de empurrar com sucesso um garfo macio ou duro √© essencial para o sucesso a longo prazo de qualquer criptomoeda.

Como corol√°rio, os usu√°rios corporativos n√£o podem comprometer milh√Ķes de d√≥lares em recursos com protocolos em que o roteiro e os atores por tr√°s deles s√£o ef√™meros, mesquinhos ou radicalizados. √Č preciso haver um processo eficiente atrav√©s do qual o consenso social possa se formar em torno de uma vis√£o para a evolu√ß√£o do protocolo subjacente. Se esse processo for enormemente oneroso, a fragmenta√ß√£o poder√° separar a comunidade.

Finalmente, o dinheiro √©, em √ļltima an√°lise, um fen√īmeno social. No esfor√ßo de anonimizar e desintermediar os atores centrais, o Bitcoin e seus contempor√Ęneos tamb√©m descartaram a necessidade de identidades, metadados e reputa√ß√£o est√°veis ‚Äč‚Äčnas transa√ß√Ķes comerciais. A adi√ß√£o desses dados por meio de solu√ß√Ķes centralizadas remove a auditabilidade, a disponibilidade global e a imutabilidade - que √© o ponto principal do uso de uma blockchain.

Os sistemas financeiros herdados, como os compostos por SWIFT, FIX e ACH, s√£o ricos em metadados transacionais. N√£o basta saber quanto valor foi movido entre as contas; a regulamenta√ß√£o geralmente exige a atribui√ß√£o dos atores envolvidos, informa√ß√Ķes de conformidade, relat√≥rios de atividades suspeitas e outros registros e a√ß√Ķes. Em alguns casos, os metadados s√£o mais importantes que a transa√ß√£o.

Portanto, parece razo√°vel inferir que a manipula√ß√£o de metadados pode ser t√£o prejudicial quanto a falsifica√ß√£o de moeda ou a reescrita do hist√≥rico de transa√ß√Ķes. N√£o acomodar os atores que desejam incluir voluntariamente esses campos parece contraproducente para a ado√ß√£o generalizada e a prote√ß√£o do consumidor.

FIM DE SOJOURN
A agrega√ß√£o de nossa explora√ß√£o baseada em princ√≠pios do espa√ßo de criptomoeda √© duas cole√ß√Ķes de protocolos. Respectivamente, uma prova comprovadamente segura de criptomoeda baseada em denominada Cardano Settlement Layer (CSL) e um conjunto de protocolos chamado Cardano Computation Layer (CCL).

Nossa √™nfase no design √© acomodar os aspectos sociais das criptomoedas, construir em camadas, separando a contabiliza√ß√£o do valor da computa√ß√£o complexa e atender √†s necessidades dos reguladores no escopo de v√°rios princ√≠pios imut√°veis. Al√©m disso, quando √© sensato, tentamos examinar os protocolos propostos por meio de revis√£o por pares e verificar o c√≥digo em rela√ß√£o √†s especifica√ß√Ķes formais.

PROVA DE ESTACA (PROOF OF WORK)
Usar a prova de participação para uma criptomoeda é uma escolha de projeto muito debatida, no entanto, porque adiciona um mecanismo para introduzir votação segura, tem mais capacidade de escalar e permite esquemas de incentivos mais exóticos, decidimos adotá-la.

Nosso protocolo de prova de estaca √© chamado Ouroboros e foi projetado por uma equipe extremamente talentosa de cript√≥grafos de cinco institui√ß√Ķes acad√™micas, liderada pelo professor Aggelos Kiayias, da Universidade de Edimburgo. A principal inova√ß√£o que ela traz al√©m de ser comprovadamente segura usando um modelo criptogr√°fico rigoroso √© um design modular e flex√≠vel que permite a composi√ß√£o de muitos protocolos para aprimorar a funcionalidade.

Essa modularidade permite recursos como delega√ß√£o, cadeias laterais, pontos de verifica√ß√£o assin√°veis, melhores estruturas de dados para clientes leves, diferentes formas de gera√ß√£o aleat√≥ria de n√ļmeros e at√© diferentes suposi√ß√Ķes de sincroniza√ß√£o. √Ä medida que uma rede passa de milhares a milh√Ķes e at√© bilh√Ķes de usu√°rios, os requisitos de seu algoritmo de consenso tamb√©m mudam. Portanto, √© vital ter flexibilidade suficiente para acomodar essas mudan√ßas e, assim, tornar o cora√ß√£o de uma criptomoeda √† prova de futuro.

ELEMENTOS SOCIAIS DE DINHEIRO
As criptomoedas s√£o um excelente exemplo do componente social do dinheiro. Ao restringir a an√°lise exclusivamente √† tecnologia, h√° pouca diferen√ßa entre Bitcoin e Litecoin e menos ainda entre Ethereum e Ethereum Classic. No entanto, o Litecoin e o Ethereum Classic mant√™m grandes capitaliza√ß√Ķes de mercado e comunidades din√Ęmicas e robustas, al√©m de seus pr√≥prios mandatos sociais.

Pode-se argumentar que grande parte do valor de uma criptomoeda é derivada de sua comunidade, da maneira como ela usa a moeda e de seu nível de envolvimento na evolução da moeda. Além disso, moedas como Dash até integraram sistemas diretamente no protocolo para envolver sua comunidade na decisão sobre o que deveria ser uma prioridade para desenvolver e financiar.

A vasta diversidade de criptomoedas também fornece evidências para seus elementos sociais. Desentendimentos sobre filosofia, política monetária ou mesmo apenas entre os principais desenvolvedores levam à fragmentação e garfos. No entanto, diferentemente de suas contrapartes em criptomoedas, as moedas fiduciárias das superpotências tendem a sobreviver a mudanças políticas e desacordos locais sem uma crise monetária ou êxodo em massa.

Portanto, parece que existem elementos de sistemas legados ausentes no setor de criptomoedas. Argumentamos - e inculcamos no roteiro de Cardano - que os usuários de um protocolo precisam de incentivos para entender o contrato social por trás de seu protocolo e têm a liberdade de propor mudanças de maneira produtiva. Essa liberdade se estende a todos os aspectos de um sistema de troca de valores, desde a decisão de como os mercados devem ser regulados para quais projetos devem ser financiados. No entanto, não pode ser intermediado por atores centralizados nem exigir credenciais especiais que possam ser cooptadas por uma minoria bem financiada.

Cardano implementará um sistema de protocolos de sobreposição criados sobre a CSL para acomodar as necessidades de seus usuários.

Primeiro, independentemente do sucesso de um crowdsale no desenvolvimento de bootstrap, os fundos acabarão se dissipando. Portanto, Cardano incluirá uma relação de confiança descentralizada, financiada com taxas de transação e inflação monotonicamente decrescentes.

Qualquer usuário deve ser elegível para solicitar fundos da confiança por um sistema de votação e as partes interessadas da CSL votam em quem se torna um beneficiário. O processo cria um ciclo de feedback produtivo visto em outras criptomoedas com sistemas de tesouraria / confiança, como o Dash, iniciando uma conversa sobre quem deve ou não ser financiado.

As discuss√Ķes sobre financiamento for√ßam uma rela√ß√£o de objetivos de longo e curto prazo, o contrato social da criptomoeda, as prioridades e a cren√ßa na cria√ß√£o de valor com propostas espec√≠ficas. Essa conversa significa que a comunidade est√° constantemente avaliando e debatendo suas cren√ßas contra poss√≠veis roteiros.

Segundo, nossa esperança é que Cardano eventualmente inclua um sistema formal baseado em blockchain para propor e votar em garfos macios e duros. Bitcoin com seu debate sobre o tamanho do bloco, Ethereum com o fork do DAO, e muitas outras criptomoedas, além de terem sofrido longa data e, em casos frequentes, argumentos não resolvidos sobre a direção técnica e moral da base de código.

Pode-se e deve-se argumentar que muitas dessas divergências e o rompimento da comunidade que resulta quando uma ação é tomada são resultado direto da falta de processos formais para debater a mudança.

Para onde convencer os usuários de Bitcoin a adotar a Testemunha Segregada? Como os principais desenvolvedores do Ethereum medem o sentimento da comunidade por resgatar o DAO? Se a comunidade fraturar, a criptomoeda está danificada além do reparo?

Nos piores casos, a autoridade moral para agir poderia simplesmente recair sobre quem tem desenvolvedores, relacionamentos de infra-estrutura e dinheiro, e não os melhores desejos da grande maioria da comunidade. Além disso, se uma grande parte da comunidade é inacessível ou desassociada devido a maus incentivos, como alguém pode realmente saber se seus atos são legítimos?

As criptomoedas propostas, como o Tezos, fornecem um modelo interessante para examinar onde um protocolo de criptomoeda √© tratado como uma constitui√ß√£o que cont√©m tr√™s se√ß√Ķes (transa√ß√£o, consenso e rede) com um conjunto de regras e processos formais para atualizar a constitui√ß√£o. Ainda resta muito trabalho a ser feito com incentivos e sobre como exatamente modelar e alterar uma criptomoeda com uma linguagem formal.

O uso de m√©todos formais, especifica√ß√Ķes compreens√≠veis por m√°quina e a fus√£o de um tesouro com esse processo para incentivos financeiros est√£o sendo exploradas como poss√≠veis vias de inspira√ß√£o. Por fim, apenas a capacidade de propor uma mudan√ßa de protocolo de maneira transparente e livre de censura com vota√ß√£o baseada em blockchain deve melhorar o processo, mesmo que solu√ß√Ķes mais elegantes n√£o possam ser projetadas.

PROJETO EM CAMADAS - CAMADA DE ACOMPANHAMENTO CARDANO
Ao projetar grandes protocolos e linguagens, n√£o se deve olhar para o futuro, mas para o passado. A hist√≥ria fornece uma ladainha de exemplos de √≥timas id√©ias perfeitas no papel, mas de alguma forma ainda n√£o sobreviveram, como os padr√Ķes de interconex√£o de sistemas abertos. A hist√≥ria tamb√©m fornece acidentes felizes que sofreram do TCP / IP para JavaScript.

Alguns princípios extraídos de uma visão histórica são os seguintes:

  1. Você não pode prever o futuro, então construa na sala de manobra

  2. A complexidade é agradável no papel, mas a simplicidade geralmente vence

  3. Muitos cozinheiros estragam a sopa

  4. Uma vez que um padrão é definido, ele provavelmente permanecerá, independentemente de ser subótimo

  5. As más idéias podem evoluir para boas, se houver vontade

Cardano √© um sistema financeiro que aceita sua natureza social. Haver√° uma enorme necessidade de flexibilidade e a capacidade de abordar a complexidade arbitr√°ria na transa√ß√£o de um usu√°rio em particular. Se for bem-sucedido, haver√° a necessidade de enormes recursos computacionais, de armazenamento e de rede para acomodar milh√Ķes de transa√ß√Ķes simult√Ęneas.

No entanto, n√£o temos um Robin Hood digital e descentralizado para tirar dos ricos e dar aos pobres, a fim de alcan√ßar uma rede justa. Tamb√©m n√£o temos o luxo de confiar na benefic√™ncia humana para sacrificar altruisticamente pelo bem maior da rede. Portanto, o design de Cardano empresta do TCP / IP o conceito de separa√ß√£o de preocupa√ß√Ķes.

As blockchains s√£o, em √ļltima an√°lise, bancos de dados que solicitam fatos e eventos com garantias sobre carimbos de data e hora e imutabilidade. No contexto do dinheiro, eles ordenam a propriedade dos ativos. Adicionar computa√ß√£o complexa armazenando e executando programas √© um conceito ortogonal. Queremos saber quanto valor passou de Alice para Bob, ou queremos nos envolver em descobrir toda a hist√≥ria por tr√°s da transa√ß√£o e decidir quanto enviar?

√Č incrivelmente tentador escolher o √ļltimo, como o Ethereum fez porque √© mais flex√≠vel, mas viola os princ√≠pios de design acima. Descobrir a hist√≥ria significa que um √ļnico protocolo deve ser capaz de entender eventos arbitr√°rios, criar transa√ß√Ķes arbitr√°rias, permitir a arbitragem em casos de fraude e at√© mesmo potencialmente reverter transa√ß√Ķes quando novas informa√ß√Ķes s√£o disponibilizadas.

Em seguida, √© necess√°rio tomar decis√Ķes de design dif√≠ceis sobre quais metadados armazenar para cada transa√ß√£o. Quais elementos da hist√≥ria por tr√°s da transa√ß√£o de Alice e Bob s√£o relevantes? Eles s√£o relevantes para sempre? Quando podemos jogar fora alguns dados? Isso viola a lei em alguns pa√≠ses?

Além disso, alguns cálculos são de natureza privada. Por exemplo, ao calcular o salário médio dos trabalhadores em um escritório, não gostaríamos necessariamente de vazar quanto cada pessoa ganha. Mas e se todo cálculo for conhecido publicamente? E se essa publicidade influencia a ordem de execução para prejudicar o resultado?

Assim, escolhemos a posição em que a contabilidade do valor deve ser separada da história por trás do motivo pelo qual o valor foi movido. Em outras palavras, separação de valor de computação. Essa separação não significa que Cardano não apoiará contratos inteligentes. Pelo contrário, ao tornar explícita a separação, ela permite significativamente mais flexibilidade no design, uso, privacidade e execução de contratos inteligentes.

O ledger de valores é chamado de Cardano Settlement Layer (CSL). Como o objetivo é contabilizar o valor, o roteiro tem os seguintes objetivos:

  1. Suporte a dois conjuntos de linguagens de script, um para mover valor e outro para aprimorar o suporte ao protocolo de sobreposição

  2. Fornecer suporte para as cadeias laterais KMZ5 para vincular a outros livros cont√°beis

  3. Oferece suporte a v√°rios tipos de assinatura, incluindo assinaturas resistentes qu√Ęnticas para maior seguran√ßa

  4. Suporte a v√°rios recursos emitidos pelo usu√°rio

  5. Alcance verdadeira escalabilidade, ou seja, à medida que mais usuários ingressam, os recursos do sistema aumentam

SCRIPTING
Come√ßando com a linguagem de script, as transa√ß√Ķes entre endere√ßos em um raz√£o exigem alguma forma de script para serem executadas e comprovadas como v√°lidas. Idealmente, n√£o se deseja que Eve acesse o dinheiro de Alice, nem se deseja que um roteiro mal projetado envie acidentalmente valor a um endere√ßo morto, tornando os fundos irrecuper√°veis.

Sistemas como o Bitcoin fornecem uma linguagem de script extremamente inflex√≠vel e draconiana, dif√≠cil de programar transa√ß√Ķes sob medida, al√©m de ler e entender. No entanto, a programa√ß√£o geral de linguagens como Solidity introduz uma complexidade extraordin√°ria no sistema e √© √ļtil apenas a um conjunto muito menor de atores.

Portanto, optamos por projetar uma nova linguagem chamada Simon em homenagem a seu criador, Simon Thompson, e o criador dos conceitos que a inspiraram, Simon Peyton Jones. Simon é uma linguagem específica de domínio baseada em contratos de composição: uma aventura em engenharia financeira.

A id√©ia principal √© que as transa√ß√Ķes financeiras s√£o geralmente compostas de uma cole√ß√£o de elementos fundamentais. Se voc√™ montar uma tabela peri√≥dica financeira de elementos, poder√° fornecer suporte a um conjunto arbitrariamente grande de transa√ß√Ķes compostas que abranger√£o a maioria, se n√£o todos, os tipos de transa√ß√£o comuns, sem a necessidade de programa√ß√£o geral.

A principal vantagem √© que seguran√ßa e execu√ß√£o podem ser extremamente bem compreendidas. As provas podem ser escritas para mostrar a corre√ß√£o dos modelos e esgotar o espa√ßo de execu√ß√£o de eventos de transa√ß√£o problem√°ticos, como a cria√ß√£o de dinheiro novo a partir do nada ou da maleabilidade da transa√ß√£o. Segundo, pode-se deixar em extens√Ķes para adicionar mais elementos por meio de garfos macios, se nova funcionalidade for necess√°ria.

Dito isto, sempre haverá a necessidade de conectar CSL a protocolos de sobreposição, sistemas financeiros herdados e servidores para fins especiais. Assim, desenvolvemos Plutus como uma linguagem de contrato inteligente de uso geral e também como um DSL de propósito especial para interoperabilidade.

Plutus √© uma linguagem funcional digitada com base nos conceitos de Haskell, que pode ser usada para escrever scripts de transa√ß√£o personalizados. Para CSL, ele ser√° usado para transa√ß√Ķes complexas necess√°rias para adicionar suporte a outras camadas que precisamos conectar, como nosso esquema de cadeias laterais.

CORRENTES LATERAIS
Com relação às cadeias laterais, Cardano apoiará um novo protocolo desenvolvido por Kiayias, Miller e Zindros (cadeias laterais KMZ) com base em resultados anteriores de provas de provas de trabalho. O design específico está além do escopo deste documento; no entanto, o conceito permite a movimentação segura e não interativa de fundos da CSL para qualquer camada de Cardano Computation ou outra blockchain que suporte o protocolo.

As cadeias laterais do KMZ s√£o a chave para encapsular a complexidade. Ledgers com requisitos regulat√≥rios, opera√ß√Ķes privadas, linguagens de script robustas e outras preocupa√ß√Ķes especiais s√£o efetivamente caixas negras para a CSL, mas o usu√°rio da CSL obter√° certas garantias sobre contabilidade e a capacidade de recuperar fundos quando o c√°lculo estiver conclu√≠do.

ASSINATURAS
Para mover com seguran√ßa o valor de Alice para Bob, Alice precisa provar que tem o direito de mover os fundos. A maneira mais direta e confi√°vel de realizar essa tarefa √© usar um esquema de assinatura de chave p√ļblica em que os fundos estejam conectados a uma chave p√ļblica e Alice controla uma chave privada associada.

Existem centenas de esquemas poss√≠veis com diferentes par√Ęmetros de seguran√ßa e suposi√ß√Ķes. Alguns contam com problemas matem√°ticos conectados a curvas el√≠pticas, enquanto outros est√£o conectados a conceitos ex√≥ticos usando redes.

O objetivo abstrato √© sempre o mesmo. Existe um problema dif√≠cil que n√£o pode ser resolvido, a menos que algu√©m tenha um conhecimento secreto. Diz-se que o detentor desse conhecimento √© o propriet√°rio do par de chaves e deve ser a √ļnica entidade que tem a capacidade de us√°-lo.

Existem dois grupos de preocupa√ß√Ķes que uma criptomoeda enfrenta ao escolher um esquema de assinatura. Primeiro, h√° a durabilidade da seguran√ßa a longo prazo do pr√≥prio esquema. Alguns esquemas criptogr√°ficos usados ‚Äč‚Äčnas d√©cadas de 1970 e 1980, como o DES, foram quebrados. O per√≠odo durante o qual se espera que o esquema sobreviva deve ser decidido.

Segundo, existem muitas empresas, governos e outras institui√ß√Ķes que preferiram, ou em alguns casos, exigiram o uso de um esquema espec√≠fico. Por exemplo, a NSA mant√©m o conjunto de protocolos do Suite B. Existem padr√Ķes da ISO e at√© de grupos de trabalho W3C em criptografia.

Se uma criptomoeda escolher um esquema de assinatura √ļnica, ela √© for√ßada a aceitar que o esquema pode ser quebrado em algum momento no futuro e pelo menos uma entidade n√£o pode usar a criptomoeda devido a restri√ß√Ķes legais ou do setor. No entanto, uma criptomoeda n√£o pode suportar todos os esquemas de assinatura, pois isso exigiria que todos os clientes entendessem e validassem cada esquema.

Para Cardano, decidimos começar usando a criptografia de curva elíptica, em particular a curva Ed25519. Também decidimos aprimorar as bibliotecas existentes adicionando suporte para carteiras HD usando o Dr. Dmitry Khovratovich e a especificação de Jason Law8.

Dito isto, Cardano apoiar√° mais esquemas de assinatura no futuro. Em particular, estamos interessados ‚Äč‚Äčem integrar assinaturas qu√Ęnticas resistentes a computador ao nosso sistema. Tamb√©m estamos interessados ‚Äč‚Äčem adicionar o SECP256k1 para melhorar a interoperabilidade com criptomoedas herdadas, como o Bitcoin.

O Cardano foi projetado com extens√Ķes especiais que nos permitem adicionar mais esquemas de assinatura por meio de um garfo flex√≠vel. Eles ser√£o adicionados conforme necess√°rio e durante as principais atualiza√ß√Ķes planejadas no roteiro.

ATIVOS EMITIDOS PELO USU√ĀRIO (UIAS)
No início da história do Bitcoin, os protocolos foram rapidamente desenvolvidos para permitir que os usuários emitissem ativos que pegaram carona no sistema de contabilidade do Bitcoin, a fim de rastrear várias moedas simultaneamente. Esses protocolos não eram suportados nativamente pelo protocolo Bitcoin, mas implementados por meio de hacks inteligentes.

No caso de sobreposi√ß√Ķes de Bitcoin, como Moedas Coloridas e Mastercoin (agora chamadas Omni), os clientes light s√£o obrigados a confiar em servidores confi√°veis. Tamb√©m as taxas de transa√ß√£o ainda precisam ser pagas em bitcoins. Essas propriedades combinadas com o pipeline √ļnico para aprova√ß√£o de transa√ß√Ķes tornam o Bitcoin abaixo do ideal para a contabilidade de v√°rios ativos.

No caso Ethereum usando o padrão ERC20, há mais riqueza de recursos. No entanto, as taxas de transação ainda exigem éter. Além disso, a rede Ethereum está tendo dificuldades para atender às necessidades de todos os tokens ERC20 emitidos.

O problema fundamental pode ser dividido em tr√™s partes: recursos, incentivos e preocupa√ß√£o. Com rela√ß√£o aos recursos, adicionar uma moeda totalmente nova ao mesmo raz√£o significa que h√° dois conjuntos UTXO independentes (entradas de transa√ß√£o n√£o gastas) que compartilham largura de banda, mempool e espa√ßo em bloco. Os n√≥s de consenso respons√°veis ‚Äč‚Äčpela incorpora√ß√£o de transa√ß√Ķes dessas moedas precisam de um incentivo para isso. E nem todo usu√°rio de uma criptomoeda se preocupa ou deve se preocupar com a moeda de uma determinada entidade.

Tendo em vista esses problemas, os benef√≠cios s√£o tremendos, pois o token prim√°rio da raz√£o de v√°rios conjuntos que pode efetivamente servir como uma moeda-ponte, permitindo a cria√ß√£o de mercado descentralizado. Ativos para fins especiais podem ser emitidos para fornecer utilidade adicional, como ativos est√°veis ‚Äč‚Äčem valor como Tether ou MakerDAO, que s√£o √ļteis para aplicativos de empr√©stimos e remessas.

Diante dos desafios, Cardano adotou uma abordagem pragmática da contabilidade de vários conjuntos. Construindo etapas, o primeiro desafio é projetar a infraestrutura necessária para suportar as demandas de milhares de UIAs. Nomeadamente, são necessários os seguintes avanços:

  1. Estruturas de dados autenticadas para fins especiais para permitir o rastreamento de um estado UTXO muito grande

  2. A capacidade de ter um mempool distribu√≠do para armazenar um grande conjunto de transa√ß√Ķes pendentes

  3. Particionamento e pontos de verificação da blockchain para permitir uma enorme blockchain global

  4. Um esquema de incentivo que recompensa os n√≥s de consenso por incluir diferentes conjuntos de transa√ß√Ķes

  5. Um mec√Ęnico de assinaturas que permite aos usu√°rios decidir quais moedas eles desejam rastrear

  6. Segurança forte garante que os UIAs desfrutem de segurança semelhante ao ativo nativo

  7. Suporte para criação de mercado descentralizado para melhorar a liquidez entre a UIA e o token primário

Nossos esfor√ßos preliminares para encontrar a estrutura de dados autenticada correta resultaram em um novo tipo de √°rvore AVL + desenvolvido em conjunto por Leo Reyzin, IOHK e Waves. √Č necess√°ria mais pesquisa, mas √© um avan√ßo fundamental que ser√° inclu√≠do em uma vers√£o posterior do Cardano.

Um mempool distribuído pode ser implementado usando o protocolo RAMCloud da Stanford University. As experiências começarão no terceiro trimestre de 2017 para estudar sua integração na camada de consenso de Cardano.

Os tópicos restantes estão interconectados e cobertos por pesquisas em andamento. Esperamos - sujeito aos resultados da pesquisa - incluir um protocolo no Cardano para UIAs durante o lançamento do Basho da CSL em 2018.

ESCALABILIDADE
Os sistemas distribuídos são compostos por um conjunto de computadores (nós) que concordam em executar um protocolo ou conjunto de protocolos para atingir um objetivo comum. Esse objetivo pode ser compartilhar um arquivo conforme definido pelo protocolo BitTorrent ou dobrar uma proteína usando o Folding@Home.

Os protocolos mais eficazes ganham recursos à medida que os nós ingressam na rede. Um arquivo hospedado pelo BitTorrent, por exemplo, pode ser baixado muito mais rápido, em média, se muitos pares estiverem baixando simultaneamente. A velocidade aumenta porque os pares fornecem recursos e também os consomem. Essa característica é o que normalmente significa ao declarar escalas de um sistema distribuído.

O desafio com o design de todas as criptomoedas atuais √© que elas realmente n√£o foram projetadas para serem escal√°veis. As cadeias de bloco, por exemplo, geralmente s√£o uma lista vinculada de anexos apenas de blocos. A seguran√ßa e a disponibilidade de um protocolo blockchain se baseiam em muitos n√≥s (nodes) que possuem uma c√≥pia completa dos dados da blockchain. Portanto, um √ļnico byte de dados deve ser replicado entre nodes. Nodes adicionais n√£o fornecem recursos adicionais.

Esse resultado √© o mesmo para o processamento de transa√ß√Ķes e a fofoca de mensagens em todo o sistema. A adi√ß√£o de mais nodes ao sistema de consenso n√£o fornece poder de processamento de transa√ß√£o adicional. Significa apenas que mais recursos devem ser gastos para fazer o mesmo trabalho. Mais retransmiss√£o de rede, o que significa que mais nodes precisam passar as mesmas mensagens para manter toda a rede sincronizada com o bloco mais atual.

Dada essa topologia, as criptomoedas não podem ser dimensionadas para uma rede global a par dos sistemas financeiros herdados. Por outro lado, a infraestrutura herdada é escalável e possui ordens de magnitude para maior poder de processamento e armazenamento. Adicionando um ponto específico, o Bitcoin é uma rede muito pequena em relação aos seus pares de pagamento, mas luta para gerenciar sua carga atual.

Nossas metas de escalabilidade para Cardano s√£o muito auxiliadas por nosso algoritmo de consenso. Ouroboros permite uma maneira descentralizada de eleger um quorum de n√≥s de consenso, que, por sua vez, podem executar protocolos mais tradicionais desenvolvidos nos √ļltimos 20 anos para acomodar as necessidades de grandes provedores de infraestrutura como Google e Facebook.

Por exemplo, a elei√ß√£o de um quorum para uma √©poca significa que temos um conjunto confi√°vel de n√≥s para manter o raz√£o por um per√≠odo de tempo espec√≠fico. √Č trivial eleger v√°rios qu√≥runs simultaneamente e particionar transa√ß√Ķes para diferentes qu√≥runs.

T√©cnicas semelhantes podem ser aplicadas para propaga√ß√£o de rede e tamb√©m dividir a pr√≥prio blockchain em parti√ß√Ķes √ļnicas. Em nosso roteiro atual, os m√©todos de dimensionamento ser√£o aplicados a Ouroboros a partir de 2018 e continuar√£o sendo o foco em 2019 e 2020.

Tradução do texto original: https://cardano.org/why/

Traduzido por Bosco Cardosco

Parte 2 ūüáßūüá∑ Por que estamos construindo Cardano? Introdu√ß√£o | Tradu√ß√£o parte 2 de 6 | Portugu√™s Brasileiro

2 Likes