Parâmetros e descentralização: o caminho a seguir

Em 6 de dezembro faremos ajustes no parâmetro k em Cardano. Aqui está o porquê
edward-howell-VlTJdP8ZY1c-unsplash

Shelley continua a evoluir e, conforme o faz, a IOHK está comprometida em apoiar o desenvolvimento saudável do ecossistema Cardano. Há muitos fatores em jogo a esse respeito: tudo, desde a experiência de carteira para delegadores ada até ferramentas de rede para operadores de pool de apostas; de estruturas de governança e financiamento como Projeto Catalyst e Voltaire a iniciativas lideradas pela comunidade. O ponto central para a saúde de Cardano como uma rede vibrante de prova de participação é a maneira como os delegados e operadores que participam são recompensados ​​por administrá-la e como essas recompensas são compartilhadas para maximizar a descentralização e proteger a rede.

O sistema ainda está em transição para a descentralização total e torna-se propriedade da comunidade. Muito em breve, a maioria dos blocos serão cunhados por pools da comunidade, pois a influência dos nós de gênese que suportam a rede é gradualmente reduzida. A redução constante de d (o parâmetro que rege este processo) fará com que chegue a zero no final de março de 2021. Isso marcará a descentralização total de toda a produção de blocos em Cardano.

Cerca de quatro meses após a implantação de Shelley, é hora de ajustar os parâmetros do mecanismo de recompensas para que a próxima fase de crescimento da rede seja alimentada. Desde o lançamento, monitoramos o comportamento da rede, enquanto observamos como a comunidade e o ecossistema estão se desenvolvendo. Também modelamos cuidadosamente vários cenários com base nos dados à medida que eles surgem. Terminamos agora uma revisão completa e alinhamos - de uma perspectiva filosófica, científica, técnica e prática - os próximos passos. Antes de fazermos ajustes adicionais aos parâmetros do esquema de recompensas, gostaríamos de compartilhar com a comunidade o que esperamos alcançar com o mecanismo subjacente e os ajustes de parâmetros associados.

Incentivando a sustentabilidade por meio da diversidade do pool

Em primeiro lugar, o mecanismo de compartilhamento de recompensas de Cardano visa recompensar as pessoas de forma justa por apoiarem a plataforma de forma sustentável, não como um ganho inesperado de curto prazo. Um dos objetivos de apostar sempre foi incentivar os detentores de ada de longa data: as pessoas que estão comprometidas com o sucesso do ecossistema.

No longo prazo, o sistema pode ter sucesso apenas se for amplamente descentralizado. Filosoficamente, o desenho do esquema de recompensas visa encorajar um conjunto amplo e diverso de operadores de pool de apostas. Isso protege a plataforma contra ataques, distribui todas as recompensas disponíveis igualmente pela comunidade e torna o sistema mais resistente à mudanças.

Muitos sistemas econômicos apresentam tendência de consolidação e menor quanto ao número de fortes atores. Por outro lado, blockchains só podem ser bem-sucedidos quando o controle é descentralizado. O esquema de compartilhamento de recompensas garante que pools pequenas e médias podem contribuir significativamente para o ecossistema sem se tornarem subsumidos em operadoras e consórcios maiores, como aconteceu com outros sistemas de blockchain, particularmente Bitcoin.

Uma forma de desencorajar a tendência de algumas grandes pools que controlam coletivamente o sistema é introduzir um contra-incentivo ao crescimento de uma pool. O esquema de compartilhamento de recompensas que criamos é um exemplo desse novo conceito (no espaço da criptomoeda). Assim que a delegação da aposta para um único grupo aumenta acima de um limite, as recompensas diminuem automaticamente, incentivando os titulares de ada que delegam a esse grupo para encontrar um novo lar para melhorar suas recompensas. Esse mecanismo limita a delegação que pode ser feita racionalmente para qualquer pool e distribui a aposta delegada de maneira mais uniforme em um número maior de pools.

Tudo sobre 'k’

O parâmetro do esquema de recompensas que define esse ‘limite flexível’ no tamanho da piscina (pool) é chamado de k. O mecanismo é projetado de forma que, em equilíbrio, assumindo participantes racionais e sem fatores externos, o melhor comportamento de resposta das partes interessadas converge para k pools de tamanho igual, entregando o mesmo nível de recompensas por unidade de aposta para seus delegados.

Para a implantação de Shelley em mainnet, começamos com k = 150, que limita o tamanho do pool a 210 milhões de ada. Este foi um aumento modesto em relação à escolha do parâmetro usado no testnet incentivado (ITN), que tinha um valor de k = 100. Na época, essa foi considerada uma escolha relativamente conservadora, feita para garantir que o ambiente ITN fosse transferido sem problemas para a rede principal. O lançamento do Shelley despertou um enorme interesse da comunidade e um grande número de piscinas (pools). Nos últimos meses, observamos a maneira como as pools estão operando e reconhecemos que k precisa ser ajustado para cima.

É importante notar que o parâmetro k não é passível de aumentos pequenos e graduais (ao contrário, por exemplo, do parâmetro d, que se presta a uma redução gradual). Cada aumento em k requer pools e delegadores para agir. Para os operadores de pool, isso significa um ajuste cuidadoso de seus parâmetros e, em particular, de sua margem; para os delegados, significa escolher novas pools para delegar suas adas, especialmente se a escolha atual ficar supersaturada.

Portanto, a melhor estratégia para um ajuste para cima de k é mover-se em incrementos maiores e menos frequentes - e movê-lo tão longe e tão rápido quanto a economia e a dinâmica de rede prática permitirem. O ‘quanto’ e ‘quando’ tem sido um tópico de intenso debate e discussão dentro da equipe, tornado mais complexo por uma série de fatores técnicos. A melhor solução é aquela que minimiza a interrupção para pools de sucesso e seus delegadores, enquanto maximiza a oportunidade para pools médias e menores de criar blocos e atrair mais apostas. Da mesma forma, é crucial estar sempre focado no objetivo estratégico de longo prazo como uma comunidade para ampliar a descentralização o mais amplamente possível.

Movendo para k = 500 em dezembro

Estamos comprometidos com um conjunto medido e deliberado de mudanças e usaremos os dados que coletamos para informar as decisões subsequentes. Portanto, planejamos implementar a mudança k de maneira faseada. Primeiro, devemos mover para k = 500 na época 234 (21:44 UTC de domingo, 6 de dezembro de 2020). A mudança para k = 500 dará às pools de pequeno a médio porte que estão lutando por uma oportunidade melhor para atrair delegação. Também terá o efeito de limitar o tamanho de pools a 64 milhões de adas, o que significa que mais de 100 das maiores pools ficarão saturadas.

Os titulares de Ada podem redelegar a qualquer momento entre agora e a mudança. Se você está atualmente delegando para uma das maiores pools e deseja continuar recebendo recompensas de aposta ideais, pode ser necessário mover seu ada antes ou durante a época 233, antes do novo limite de época às 21h44 UTC de 6 de dezembro. Certamente incentive os delegados a ficarem de olho em suas piscinas favoritas no medidor de saturação na carteira Daedalus, um ou dois dias antes de 6 de dezembro. Se mostrar significativamente mais de 64 milhões de ada neste momento, você certamente deve considerar a redelegação. É importante observar que as recompensas ainda serão pagáveis ​​de pools ligeiramente saturadas, mas eles diminuem continuamente quanto maior a saturação, mais de 64 milhões de ada na pool. Para ser claro, porém, ninguém que delegue a uma pool super saturada perderá parte de sua aposta. Acontece simplesmente que o retorno de sua aposta será reduzido se eles permanecerem delegados a uma pool saturada. Sempre encorajamos a comunidade a ficar de olho nas escolhas de delegação, e isso será especialmente importante nesta época.

Modelando a viabilidade de longo prazo das pools de participação, descobrimos que os valores k de 1.000 eram estáveis ​​no longo prazo. Como resultado, nosso objetivo é passar para k = 1.000 durante março de 2021. Reconhecemos a importância dos fatores econômicos que também influenciam fortemente a lucratividade da pool e continuaremos a consultar amplamente a comunidade sobre o plano; a dinâmica social da rede também não deve ser subestimada. Uma série de oportunidades será apresentada (incluindo painéis e seminários da comunidade) para discussões adicionais, enquanto ajuda a comunidade a entender mais sobre as mudanças e contribuir com suas perspectivas.

Do ponto de vista estratégico e filosófico, acreditamos que essa é a abordagem correta para Cardano. Queremos encorajar a descentralização em um grande número de grupos de participações que são operados de forma independente, enquanto reconhecemos a contribuição positiva dos grupos que atualmente lideram as classificações. Devemos também prestar atenção à dinâmica prática do ecossistema em evolução. No final de março, d, o parâmetro de descentralização, também será definido como zero, o que significa que a produção de blocos de Cardano será totalmente descentralizada e a responsabilidade será compartilhada por quase todos as pools que operam atualmente na rede (e com sorte, alguns novos participantes também).

Sem bala de prata

Acreditamos que mudar k para 500 beneficiará o ecossistema, apesar de um período de perturbação e mudança. No entanto, não é toda a solução. Continuamos a desenvolver nosso pensamento em outras áreas que contribuirão de forma tangível para a descentralização de Cardano. O suporte à delegação de carteira de hardware (em breve) deve ajudar a abrir o fornecimento de ada, para o benefício de todos. Em breve adicionaremos a capacidade de delegar a vários pools de uma carteira de hardware, o que ajudará Trezor (inicialmente) e, posteriormente, os proprietários de Ledger a distribuir sua participação em uma variedade de pools. As melhorias nos servidores de pool da estaca permitirão com o tempo que os membros da comunidade comecem a fazer a curadoria de suas próprias listas de pool para ajudar a formar e orientar as escolhas de delegação. Também devemos aposentar todos, exceto uma de nossas pools públicas de IOG e encorajar os delegados a mudar seus ada para pools da comunidade, enquanto desenvolvemos nossa própria estratégia de delegação. No lado dos parâmetros, agora estamos finalizando alguns modelos em torno da garantia dos operadores de pool, outro fator que ajudará a mudar a dinâmica da rede em favor de uma disseminação mais ampla de ada. Espere mais notícias sobre todos esses tópicos em breve.

Reconhecemos que, no curto prazo, a mudança para k = 500 significará uma mudança significativa para alguns. Se os delegados para pools maiores não reagirem, algumas pools ficarão saturadas e as recompensas não serão recebidas (observe que nenhuma recompensa é perdida; tudo volta para as reservas do sistema para que a comunidade use no futuro). Como resultado, os operadores do pool precisarão ajustar sua margem e custo no curto prazo para se manterem lucrativos e incentivar os delegados a agir. Embora isso exija algum esforço da comunidade, é uma etapa essencial para o ecossistema Cardano maximizar sua descentralização. Como os contratos inteligentes e o suporte a várias moedas chegarão em breve a Cardano, um alto nível de descentralização será a joia do ecossistema e uma forte vantagem competitiva sobre outras cadeias de blocos.

O aumento em k será um passo significativo no cumprimento da missão de Cardano. Como essa mudança trará algumas interrupções, queremos dar à comunidade bastante tempo para absorver as mudanças e ajustar sua estratégia. Além disso, gostaríamos de ajudar a comunidade a tomar as decisões certas para a sustentabilidade de Cardano a longo prazo. Estaremos publicando mais conteúdo nas próximas semanas e meses para apoiar essa abordagem (incluindo um guia para fazer boas escolhas de delegação) à medida que continuamos a melhorar a experiência.

Alcançar o mais alto nível de descentralização é o objetivo final de qualquer sistema de blockchain. A descentralização é a base sólida sobre a qual o ecossistema Cardano prosperará. A verdadeira descentralização não pode ser evocada puramente por teoremas matemáticos, e os ajustes de parâmetros e fórmulas nunca serão suficientes por si só - embora com Cardano tenhamos dado grandes passos em comparação com qualquer outro blockchain. No entanto, no final, a verdadeira descentralização emanará da vontade e das ações coletivas da comunidade Cardano. Continuaremos neste caminho juntos, investigando abordagens adicionais para permitir que grupos de interesse construam sua marca, se comuniquem com seus delegados e destacem suas próprias contribuições e missão mais diretamente.

Agradecimentos a Aggelos Kiayias, Colin Edwards, Olga Hryniuk e Francisco Landino por suas contribuições para esta peça. Agradecimentos também aos pesquisadores Aikaterini-Panagiota Stouka e Elias Koutsoupias.

Escrito por Tim Harrison e traduzido por Bosco Cardosco.

1 Like