🇧🇷 Por que estamos construindo Cardano? Sustentabilidade e Conclusão | Tradução parte 6 de 6 | Português Brasileiro

SUSTENTABILIDADE
Uma imersão na área de criptomoeda produz muitas contradições conceituais. As criptomoedas são projetadas para serem difíceis de mudar, mas, como toda tecnologia, elas precisam ser alteradas para solucionar falhas e avanços do projeto. As cadeias de blocos têm como objetivo impedir a centralização, mas exigem atores fortes para liderar mudanças ou manter o código.

Talvez a experiência mais frustrante ocorra quando houver deficiências claras que a maioria das partes interessadas concorda que precisam ser corrigidas, mas ainda não pode surgir consenso no caminho a seguir.

O debate sobre o tamanho do bloco do Bitcoin agora é um problema ativo há mais de dois anos. Diariamente, transações com valor superior a um bilhão de dólares estão pendentes porque a rede está com capacidade de pico.

Se a alteração de um parâmetro simples - mesmo na presença de soluções temporárias - não pode ser coordenada, como as empresas e os governos podem se sentir à vontade em investir bilhões de dólares na construção de infraestrutura em cima desses sistemas? Nesse sentido, como qualquer empresa pode apostar no risco estratégico de integrar protocolos livres de responsabilidade que não podem fazer atualizações racionais de design?

Olhando para a história, a evolução da Internet seguiu um padrão semelhante, com mudanças simples, como a transição do IPv4 para o IPv6, que levou décadas para ser realizada. No entanto, há um forte contraste entre a tecnologia blockchain e a Internet, pois eles seguem um estilo muito diferente de custódia.

A internet era um projeto militar que cresceu da DARPA em círculos acadêmicos, com forte apoio do governo e um conjunto bem definido de custodiantes iniciais. A internet cresceu em condições não comerciais, sem que as maquinações da influência corporativa tentassem monopolizar a rede. De fato, o comércio eletrônico violou a NSF AUP até ser revogada em 1992.

Quando as empresas tiveram o luxo de comercializar a Internet, já havia um forte conjunto de padrões, princípios e seguidores evangelísticos. Isso não impediu empresas como AOL e Microsoft de tentar construir jardins e criar tecnologia proprietária como ActiveX. Essa fundação não impediu que atores da próxima geração, como o Google, pressionassem suas próprias agendas, devido às enormes bases de usuários e capitalizações.

Com enxames de aluguel buscando atores, de traders a mineiros, as criptomoedas são os ecossistemas motivados comercialmente. Dada essa base, a evolução da custódia de criptomoedas resultou em otimização em torno do interesse próprio.

Por exemplo, a mineração sem validação está começando a ocorrer com mais frequência, pois melhora a margem de lucro de uma mineradora, mas isso desconsidera completamente todo o objetivo e utilidade da mineração. A centralização da mineração já ocorreu com apenas alguns atores no controle da maioria do poder de hash do Bitcoin.

Como a internet, as criptomoedas exigem consenso para mudar. Mas quando ocorre uma rápida centralização do poder em um punhado de corretores, o que acontece quando a mudança não é conveniente para eles?

Ao contrário da Internet, o bootstrap da maioria das criptomoedas não é feito de maneira altruisticamente não comercial ou acadêmica. Desde o início, alguns grupos buscam obter ganhos e existem corretores de energia designados para ajudar a garantir esses ganhos.

A centralização da fundação é uma realidade que cada criptomoeda deve enfrentar em sua evolução. Não podemos escapar completamente, mas devemos pelo menos tentar projetar uma descentralização gradual.

Para Cardano, pensamos cuidadosamente sobre quais fatores promovem a centralização e quais técnicas poderiam ser aplicadas para incentivar nosso protocolo a se tornar gradualmente infraestrutura pública como a web.

Admitimos plenamente que a descentralização total é impossível e talvez até contraproducente. No entanto, certos fatores podem ser incentivados a produzir um sistema mais equilibrado.

Primeiro, enquanto a custódia centralizada dos fundos de crowdsale permite o desenvolvimento ágil e rápido do protocolo durante os primeiros dias, eventualmente o financiamento precisa se diversificar e a velocidade do desenvolvimento precisa se aposentar para um ritmo mais sistemático e deliberado. Após esse ponto, o financiamento precisa evitar viés cultural, linguístico e geográfico.

Segundo, à medida que a comunidade se torna mais informada sobre a natureza subjacente da tecnologia da criptomoeda, as decisões sobre o roteiro não podem ser centralizadas em um conjunto de desenvolvedores ou fundações principais. É preciso haver um método baseado em blockchain para propor, verificar e aprovar alterações no protocolo.

Terceiro, os incentivos por trás da manutenção da blockchain Cardano SL precisam estar diretamente alinhados com os desejos agregados de todos os usuários. Não podemos permitir que surja uma cabala de atores especializados, independentes da vontade da comunidade maior.

Pelo primeiro princípio, optamos por integrar um sistema de tesouraria no Cardano. No segundo, implementaremos um processo formal para propor propostas de melhoria do Cardano por meio de um sistema coordenado pela própria CSL. Para o terceiro, acreditamos que o Ouroboros fornece uma solução elegante.

Poderiam ser fornecidos mais detalhes sobre os tópicos acima, mas eles são extensivos por direito próprio e estão além do escopo de um documento de pesquisa. O design do mecanismo é um dos campos acadêmicos mais intrincados e interdependentes, com teoria incompleta e nenhum modelo canônico sólido para sustentar.

Em vez disso, nossa abordagem baseada na ciência descrita na seção dois nos serve bem aqui. A equipe Veritas da IOHK está trabalhando em parceria com um grupo de pesquisadores da Universidade de Lancaster, sob a direção do professor Bingsheng Zhang, para desenvolver o modelo de referência do tesouro de Cardano. Com o objetivo de integração em 2018, esperamos uma publicação dedicada e revisada por pares até o final de 2017.

Para descrição formal e verificação de alterações em um protocolo de criptomoeda, este tópico é o menos compreendido, pois requer noções ontológicas e um mecanismo para incentivar ampla participação. Talvez alguma forma de processo democrático representativo possa surgir ou usar feedback líquido para fornecer uma votação mais racional.

Esperamos que a pesquisa nesse sentido consuma a maior parte do envolvimento formal da IOHK no desenvolvimento do Cardano. Como ponto de partida, implantaremos, juntamente com o modelo de referência do tesouro, vários mecanismos para capturar o consentimento. Mais estudos são necessários para uma solução definitiva.

Finalmente, o trabalho para melhorar os incentivos para Ouroboros está sendo supervisionado pelo professor Elias Koutsoupias, da Universidade de Oxford. Depois que as fundações criptográficas de Ouroboros forem solidificadas juntamente com todo o trabalho de escalabilidade necessário, um estudo mais amplo de títulos, multas e incentivos exóticos será adicionado ao protocolo de referência.

Notas de rodapé

32: Veja aqui para mais informações sobre este termo.

33: A IOHK é contratada para construir Cardano até o final de 2020.

CONCLUSÃO
Uma criptomoeda é mais do que a soma de seus protocolos, código fonte e utilidade. Em última análise, é um sistema social que inspira, habilita e conecta pessoas. Frustrados pelas muitas meias medidas, falhas e promessas quebradas de protocolos passados, decidimos construir algo melhor.

Esse processo não é simples e nunca acreditamos que ele possa terminar. Os protocolos sociais continuam mudando indefinidamente à medida que as pessoas e a sociedade mudam. Para ser útil, queremos prender o poder da evolução e transportá-lo para Cardano.

A evolução não é guiada por uma única mão ou um grande design. É um processo de acaso inspirado por infinitos erros e problemas. Cardano busca ser a personificação digital desse processo - apto o suficiente para sobreviver aos mercados de hoje e adaptável o suficiente para evoluir para atender às necessidades do futuro.

As seções anteriores capturam uma breve visão de como temos abordado esse objetivo. Tentamos diligentemente reconhecer vies cognitivos, aprender com a história e seguir um processo rigoroso. Tentamos equilibrar a necessidade de desenvolvimento rápido com métodos formais que tradicionalmente não podem se mover rapidamente.

Foi um privilégio extraordinário embarcar nessa jornada. Nos últimos dois anos, já desenvolvemos um protocolo de prova de estaca comprovadamente seguro, recrutamos um pequeno exército de desenvolvedores de Haskell e fizemos do desenvolvimento de Cardano a preocupação de muitos cientistas talentosos.

À medida que passamos do laboratório para um sistema implantado na natureza, haverá dores crescentes, mas nossa esperança é que o futuro de Cardano possa ser resumido em uma única frase antropomorfizada. Cardano é um sonhador pragmático que aprende com os mais velhos, é um bom cidadão em sua comunidade e sempre encontra uma maneira de pagar suas contas.

Não podemos conhecer o futuro, mas estamos contentes por tentar melhorá-lo para todos. Obrigado pela leitura.

Fonte original: https://cardano.org/why/sustainability/
Traduzido por @boscokim

1 Like